Últimas Notícias

30/12/2020

Lutadora baiana fatura prêmio no 'Oscar do MMA' pela terceira vez

Esporte


Agora, a lutadora deve ‘abrir os trabalhos’ em 2021 contra a australiana Megan Anderson no UFC 259, marcado para o dia 6 de março I Foto: Reprodução I UFC
Agora, a lutadora deve ‘abrir os trabalhos’ em 2021 contra a australiana Megan Anderson no UFC 259, marcado para o dia 6 de março I Foto: Reprodução I UFC
Amanda Nunes encerrou o 2020 com chave de ouro. A brasileira, campeã peso galo (até 61,2 kg) e peso pena (até 65,7 kg) do UFC, além de ter se tornado mãe, levou o prêmio de Lutadora do Ano no ‘MMA Awards’, o ‘Oscar do MMA’, promovido pela revista inglesa Fighters Only. A ‘Leoa’ bateu a concorrência da compatriota Cris Cyborg, além de Kayla Harrison, Valentina Shevchenko e Weili Zhang. A eleição é analisada com a performance entre janeiro de 2019 a julho de 2020.

No período, a brasileira fez três lutas, sendo duas pelos galos ao vencer Holly Holm (julho de 2019) e Germaine de Randamie (dezembro de 2019) e outra nos penas, ao derrotar a canadense Felicia Spencer (junho de 2020) na decisão unânime dos juízes. Agora, ela deve ‘abrir os trabalhos’ em 2021 contra a australiana Megan Anderson no UFC 259, que está marcado para o dia 6 de março.

Israel Adesanya leva o prêmio entre os homens

Além de Amanda Nunes, Israel Adesanya também termina 2020 com o prêmio de ‘Melhor Lutador’ do ano. O nigeriano, campeão dos médios (até 83.9 kg.) venceu cinco rivais no período, três lutas por cinturão. Ele bateu Anderson Silva, Kelvin Gastelum, Robert Whittaker, Yoel Romero e Paulo Borrachinha.

Para chegar ao prêmio, Adesanya superou o brasileiro Douglas Lima, campeão dos meio-médios (até 77.1 kg.) do Bellator, Henry Cejudo, Jorge Masvidal e Justin Gaethje.