Últimas Notícias

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Comerciante é preso em Salvador após desacatar agentes que fiscalizavam estabelecimentos


PM auxiliou fiscalização em Salvador — Foto: Jefferson Peixoto/Prefeitura de Salvador
PM auxiliou fiscalização em Salvador — Foto: Jefferson Peixoto/Prefeitura de Salvador
Um comerciante foi preso no bairro de São Caetano, em Salvador, na terça-feira (31), após desacatar agentes que faziam a fiscalização de estabelecimentos que não podem funcionar. A informação é da Polícia Militar.

A suspensão de algumas atividades e do funcionamento de alguns estabelecimentos são medidas da Prefeitura de Salvador como evitar a contaminação do novo coronavírus. Até o início da tarde desta quarta-feira (1º), a Bahia havia registrado mais de 210 casos confirmados de coronavírus.

Segundo o Tenente Coronel Ricardo Matos, a situação ocorreu após o comerciante desacatar um funcionário da prefeitura. Não há informações sobre o tipo de estabelecimento em que ele atuava.

"Um comerciante desacatou um preposto da prefeitura e houve a necessidade [de prisão]. Foi no bairro de São Caetano. Ele desacatou os servidores e, por isso, houve a necessidade da intervenção da Polícia Militar", disse o Tenente.

O tenente não informou para onde o homem foi levado. Inicialmente, as fiscalizações eram feitas apenas pela Guarda Civil Municipal e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur). Contudo, desde a terça-feira, a Polícia Militar começou a acompanhar as fiscalizações.

Ao longo das fiscalizações, vários estabelecimentos foram interditados. Só na terça, foram feitas 4 mil vistorias em Salvador, que resultou em 119 estabelecimentos interditados e 43 que perderam o alvará de funcionamento.