Últimas Notícias

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Playmate Dora Rodriguez dedica rara Playboy impressa a quarentena


A modelo Dora Rodriguez posou pela primeira vez para uma das poucas e raras edições impressas da Playboy atualmente, na edição da África do Sul, depois de competir, sem sucesso, o Miss Universo Canadá, em 2011. "Foi um desastre, era o meu sonho e não consegui o título para chegar ao concurso mundial representando o país".

Após anos tentando sucesso em outros concursos de Miss, ela conta como surgiu a ideia de posar para a revista masculina. "Foi uma decisão difícil, pois o requisito para participar de muitos concursos de Miss é não ter material de nudez publicado. Pensei melhor e cancelei meu sonho pensando no próximo. Resolvi posar nua e dedicar as fotos aos quarenteners, como um entretenimento legal para que ninguém saia de casa nessa crise do coronavírus, que já estava afetando muitos lugares além da China desde janeiro", disse. "Eu já previa que tudo iria piorar quando lancei a capa, foi um sacrifício que não me arrependo", completou.


Hoje a modelo está presa em quarentena em Dubai. "Eu estava morando na Espanha e iria de Dubai para o México fazer um novo trabalho fotográfico daqui alguns meses, mas meus planos mudaram quando cheguei em Dubai e cancelaram todos os voos saindo do Emirados Árabes. Agora estou aqui em isolamento com meus amigos no hotel".

Dora diz que sempre a confundem com uma brasileira quando se apresenta com seu nome, mas ela explica que tem três cidadanias diferentes, uma peculiaridade da modelo. Dora tem passaportes do Canadá, Espanha e Peru. "É difícil responder de onde exatamente eu sou, mas muitos pensam que sou brasileira quando falo o meu nome".