Últimas Notícias

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Ubatã: Familiares e amigos voltam a cobrar justiça no caso Danilo Ribeiro


Familiares foram à Delegacia cobrar Justiça (Foto: Divulgação)
Familiares e amigos realizaram, na manhã da última segunda-feira (03), mais um protesto para pedir justiça pelo assassinato do comerciante ubatense Danilo Ribeiro Morais, que morreu após ser alvo de 04 disparos de arma de fogo e morrer dias depois num Hospital de Itabuna . 
A manifestação, que ocorreu em frente à Delegacia Territorial de Ubatã, também ocorreu em apoio ao radialista Garcia Júnior, que foi acusado por um grupo de ciganos e intimado pela Polícia Civil por suposta injúria racial. 

O radialista nega a acusação e disse que desempenha sua função com integridade e respeito a todos. Passados quase 60 dias do crime, o cigano Laelson da Costa Dantas, de 37 anos , o Laércio Cigano, continua foragido. 

O acusado, segundo denúncia do Ministério Público, teria deflagrado 04 tiros a queima-roupa na vítima após ter se esbarrado com o jovem Danilo, que chegou a pedir desculpas, mas ainda assim foi alvejado pelo criminoso. Em tempo, pesa contra Laércio um mandado de prisão em aberto.