Últimas Notícias

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Mascote do Atlético-MG pede desculpas a zagueira, que alerta: "Isso não pode se repetir"


O Atlético-MG divulgou nas redes sociais um pedido de desculpas feito pelo mascote do clube a zagueira Vitória Calhau pelo episódio envolvendo o "Galo Doido", durante a partida entre Galo e Caldense, no último domingo pelo Campeonato Mineiro. No vídeo, o mascote escreve e leva uma carta pedindo desculpas a atitude que teve com a jogadora: "Não é só um pedido de desculpas, é um aprendizado"

Emocionada, a zagueira Vitória Calhau leu a carta em voz alta para todos do elenco feminino (veja a íntegra da carta no fim da matéria). A jogadora ainda alertou que episódios como estes não devem se repetir.

- Eu aceito a desculpa, só que tanto aqui quanto eu outros clubes isso não pode acontecer, porque vivemos em um mundo muito machista. Tanto no instagram, como nas minhas redes sociais falaram que eu sorri para você mexer comigo, que eu fiquei com graça, batendo palma.. mas eu, Vitoria Calhau, estou falando: te desculpo e, aqui ou em qualquer equipe, isso não pode se repetir mais. (Vitória Calhau)

O Atlético já havia emitido uma nota de repúdio no início da segunda-feira em relação a atitude do mascote.


Entenda o que aconteceu


Na partida entre Atlético-MG e Caldense pelo Campeonato Mineiro no último domingo, o elenco feminino do Galo juntamente com o reforço do time masculino, Diego Tardelli, foram apresentados à torcida no intervalo no jogo. Em determinado momento, o mascote Galo Doido pede para que a zagueira Vitória Calhau desse uma "voltinha". Em seguida, ele esfrega as mãos e as leva na boca. A atitude repercutiu prontamente nas redes sociais de forma negativa.

Confira o que diz a carta


"Comecei a escrever essa carta para vocês, atletas do Galo, mas percebi que é uma carta que precisa ser dirigida a toda sociedade. Sempre representei a alegria e jamais tive a intenção de constranger alguém, mas os tempos mudaram e, ainda bem que mudaram. Peço desculpas de coração, falo em reconhecer um erro, se arrepender e mudar. Não é da boca para fora, é porque realmente aprendi. Sei que aprendi de uma forma difícil, mas acredito que posso evoluir. E essa é uma grande oportunidade para que todos nós possamos melhorar e entender que o respeito está acima de tudo. Galo Doido".