Últimas Notícias

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Netflix cortará cenas de cigarro em produções para público jovem


A Netflix anunciou que não exibirá mais cenas de pessoas fumando cigarro em produções originais voltadas para o público jovem. A decisão foi tomada após a divulgação de um relatório do grupo antifumo Truth Initiative, que constatou que o uso de tabaco em programas populares entre pessoas de 15 a 24 anos mais que triplicou no último ano. A publicação vale para produções do serviço de streaming e canais de TV aberta e paga, segundo a revista americana Variety.

O estudo, porém, constatou que o tabagismo é mais prevalente na Netflix: o número de vezes que isso aconteceu nas séries analisadas foi 866, contra 343 nos canais de televisão tradicionais, entre 2016 e 2017. A badalada série Stranger Things, que estreou sua terceira temporada nesta quinta-feira (4), chamou a atenção: 100% dos episódios da primeira e segunda temporadas mostravam pessoas fumando ao menos uma vez.

À Variety, o serviço de streaming garantiu que novas séries originais com classificação indicativa de 14 anos, assim como os filmes para maiores de 13 anos, não exibirão mais o uso de cigarro. A exceção será quando for necessário para dar “precisão histórica ou factual”. Além disso, a Netflix se comprometeu a diminuir a exibição do uso de tabaco em produções voltadas a públicos mais velhos, “a menos que seja essencial para a percepção criativa do artista ou determinante para o personagem”.

"A Netflix apoia fortemente a expressão artística", disse um porta-voz da empresa em um comunicado à Variety. "Nós também reconhecemos que fumar é prejudicial e quando retratado positivamente na tela pode influenciar adversamente os jovens", completou a gigante do streaming.