Últimas Notícias

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Ex-BBB Maycon é denunciado pelo Ministério Público do Rio por maus tratos aos animais

Maycon Santos durante participação do Big Brother Brasil 2019 TV Globo/Reprodução

Ex-participante do Big Brother foi acusado por crime contra paz pública

Apesar do Big Brother Brasil 2019 não ter sido o melhor no quesito audiência, a edição rendeu diversas polêmicas que acabaram envolvendo a justiça brasileira.

Isso porque alguns participantes como Maycon Santos e Paula Sperling, vencedora da edição, deram declarações duvidosas. No caso do mineiro, ativistas e entidades ligadas à causa de defesa animal se revoltaram quando o vendedor de queijo declarou a "brincadeira" que fez com gatos: "Se você coloca um adesivo no lado do gato ele fica andando meio assim, vocês já fizeram? E bombinha no rabo do gato, já colocaram?". Ao ouvir respostas negativas dos outros confinados, questionou: "Ninguém teve infância?".

A fala remetou apologia a zoofilia, e na ocasião a ativista Luisa Mell se revoltou e chegou a publicar em seu Instagram o vídeo da conversa com um pedido: "Me ajudem a tirar esse idiota". Maycon foi o quinto eliminado do BBB19, saiu com 55,72% de rejeição.
O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Maycon por apologia a maus tratos animais e crime contra a ordem pública. O inquérito na verdade tinha sido aberto em fevereiro, durante a edição do reality, pelo delegado Maurício Mendonça, após receber denúncias.

Logo após que deixou a casa mais vigiada do Brasil, o moreno fez um vídeo onde afirmou que: "Foi tudo uma brincadeira de mau gosto e foi mal interpretada. Na TV, tudo toma grandes proporções". Procurado pela CARAS Digital, a assessoria do ex-brother preferiu não se manifestar: "Ele prefere não falar sobre o assunto".

CASO DA PAULA
Após ser indiciada pelo Decradi – Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, a loira prestou depoimento na delegacia no Rio de Janeiro a fim de esclarecer melhor a polêmica que se envolveu ao se referir de forma negativa à religião de Rodrigo, um dos participantes da 19ª edição do confinamento, Paula Sperling disse ter ficado surpresa com a repercussão.
A vencedora do BBB19 foi indiciada no dia 18 de abril por preconceito e intolerância religiosa. Por meio de um pronunciamento oficial, o Decradi disse que colheu vários depoimentos e chegou a conclusão de que a loira teria sido intolerante com Rodrigo. Desde então, o processo está nas mãos do Ministério Público, que ainda vai definir se arquiva ou processa a sister.